Estágios e experiência prática opcional em empresas americanas


Procurar escolas com estágios

A experiência prática opcional (OPT – Optional Practical Training) é uma ótima maneira de obter experiência prática trabalhando com empresas americanas. A OPT é um benefício autorizado pelo Serviços de Cidadania e Imigração dos Estados Unidos (USCIS). Ela concede ao estudante internacional com visto F-1 o direito de trabalhar em empresas americanas a fim de adquirir experiência prática no seu campo de estudo.

Cada vez mais os estudantes internacionais vêm se interessando em adquirir experiência prática de trabalho em empresas americanas.

A experiência prática opcional (OPT – Optional Practical Training) é uma ótima maneira de obter experiência prática trabalhando com empresas americanas. A OPT é um benefício autorizado pelo Serviços de Cidadania e Imigração dos Estados Unidos (USCIS). Ela concede ao estudante internacional com visto F-1 o direito de trabalhar em empresas americanas a fim de adquirir experiência prática no seu campo de estudo.

Os estudantes internacionais qualificam-se para um total de 12 meses de OPT após concluírem pelo menos um ano letivo completo (os estudantes autorizados para 12 meses de OPT qualificam-se para pedir outros 12 meses quando passam para um nível de educação mais alto). Os estudantes podem pedir uma OPT antes da conclusão ou após a conclusão, em regime de tempo integral ou meio período. Não é preciso ter uma oferta de emprego para pedir a OPT; entretanto, o trabalho deve estar diretamente relacionado com o campo de estudo principal do estudante.

Além do trabalho em tempo integral após a conclusão de um ano letivo completo, a experiência prática opcional (OPT) também pode ser autorizada durante as férias escolares anuais, tais como as férias de verão (OPT pré-conclusão), ou em regime de meio período (20 horas ou menos por semana) durante o período de aulas (OPT pré-conclusão). Os estudantes internacionais que se formam em ciências, tecnologia, engenharia ou matemática em uma das áreas de estudo abaixo agora se qualificam, de acordo com uma determinação de 2008 do Departamento de Segurança Nacional dos EUA, para uma extensão da OPT de até 29 meses:

  • Ciências atuárias
  • Aplicações de ciências da computação
  • Engenharia
  • Tecnologias de engenharia
  • Biociências
  • Matemática
  • Tecnologias militares
  • Física 

A extensão está disponível para estudantes empregados por empresas inscritas no programa E-Verify (www.uscis.gov). E-Verify é um sistema gratuito baseado na Internet, operado pelos Serviços de Cidadania e Imigração dos Estados Unidos (USCIS) em parceria com a Administração de Seguridade Social, que determina a qualificação de um novo funcionário para o trabalho.

O Programa de Diploma Internacional (IDP) do setor de Extensão de Berkeley da Universidade da Califórnia oferece a estudantes internacionais que não disponham de 12 meses de estudo para se qualificar para a OPT uma opção de estágio após somente quatro meses de estudo.

Os estudantes podem escolher entre quatro programas de quatro meses de duração em administração, finanças, gestão de negócios mundiais, marketing ou gestão de projetos. Esta abordagem expressa oferece aos estudantes internacionais a oportunidade de combinar estudos acadêmicos com um estágio em menos tempo do que com um programa de MBA.

Os estudantes do IDP do setor de Extensão de Berkeley vêm participar do programa vindos de todas as partes do mundo. Alguns são jovens profissionais e recém-graduados de universidades que estão se preparando para uma carreira em negócios.

O IDP oferece estágios em uma ampla gama de setores, como publicidade, entretenimento, finanças e operações bancárias, saúde, hotelaria, comércio internacional, marketing, relações públicas e telecomunicações. Entre as colocações feitas recentemente, encontram-se estágios na Ballena Technologies, Bayer Healthcare LLC, Comcast Spotlight, Shaklee Corporation, Siemens, Voleon Capital Management LP e Westin St. Francis Hotel, entre outras empresas. A fim de proporcionar aos estudantes a melhor oportunidade de ter uma experiência significativa, o estágio costuma ser feito em empresas médias e pequenas. Um coordenador de estágios ajuda os estudantes a redigir um CV, a desenvolver aptidões para entrevistas e a participar em uma feira de empresas para conhecer possíveis empregadores.

Quando um estudante consegue um estágio, um instrutor do IDP o ajuda a cumprir os requisitos acadêmicos do programa e um supervisor monitora o desempenho e a frequência do estudante. Como o estágio é considerado parte do programa acadêmico, os estudantes internacionais conseguem manter a condição de estudantes em tempo integral. Muitos estudantes continuam os estudos para concluir o programa do Curso de Gestão e Negócios de 12 meses do IDP e assim obter qualificação para uma OPT de 12 meses. Isso lhes proporciona mais experiência com negócios americanos e mais oportunidade de carreira. Genoveva Alfonzo La Placa, da Guatemala, matriculou-se no IDP há dois anos, após se formar em economia e negócios internacionais.

"Foi o IDP que me proporcionou um entendimento integral do mundo financeiro e que tornou o interesse que tinha em finanças uma verdadeira paixão", disse Genoveva Alfonzo La Placa.

Ela atribui aos estudos especializados em finanças que fez no IDP, assim como ao estágio, a vantagem profissional que recebeu. La Placa foi promovida no ano passado a controller de um fundo hedge multimilionário em Nova Iorque e está trabalhando diretamente com o diretor de finanças e investidores.

"Nunca imaginei que um dia fosse trabalhar em um fundo hedge, resolvendo erros de trading de vários milhões de dólares, ou ter verdadeiro fascínio pelas ações de uma empresa", diz Genoveva.

Durante o Programa Internacional de Profissões em Negócios no Bellevue College, perto de Seattle, os cursos acadêmicos abrangem Comunicação Oral e Escrita em Negócios, Exame de Questões Contemporâneas, Estudos de Inglês e campos de negócios como marketing, administração, computadores, gestão de projetos, animação de programas, decoração, negócios internacionais, terminologia médica e microeconomia. As aulas de colocação em estágios, inglês no local de trabalho e observação reforçam as aptidões de apresentação e entrevistas.

 

O programa se encerra com um estágio em uma firma local.

"O meu estágio não só me ensinou inglês e conhecimentos de negócios americanos, como também ajudou-me a descobrir quem eu sou e me deu confiança suficiente para acreditar em mim mesma e perseguir os meus sonhos", diz Sae Suzuki do Japão, que trabalhou para um promotor de cinema. "Foi uma experiência fundamental na minha vida."

Tsubasa Ueno, também do Japão, originalmente estava interessado em administração hoteleira. Mudou o seu campo para pedagogia depois do estágio que fez com a Jubilee Reach, uma organização comunitária sem fins lucrativos. Hoje ele diz ter encontrado uma nova carreira pelo fato de ter se disposto a "arriscar-se" nos Estados Unidos.

SUSA_img_200x55.jpg
Baixe nossas revistas Study in the USA®